1. Usuário
Assine o Estadão
assine

ROCINHA

Veja imagens da ação da PM na Rocinha

A polícia ocupou a comunidade nesta sexta-feira (14.5) em busca dos assassinos do soldado Diego Henriques. A operação aconteceu a menos de uma semana da inauguração de uma UPP

02 DE Maio DE 2014
10 DE Abril DE 2014
03 DE Abril DE 2014

rocinha
Tiroteio na Rocinha Tiroteio na Rocinha Tiroteio na Rocinha Tiroteio na Rocinha Confrontos na Rocinha Tiroteio na Rocinha Tiroteio na Rocinha Traficantes trocam tiros com a polícia Há 2 anos a Rocinha era ocupada pela polícia Há 2 anos a Rocinha era ocupada pela polícia Há 2 anos a Rocinha era ocupada pela polícia Há 2 anos a Rocinha era ocupada pela polícia
Tiroteio na Rocinha
comandante das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) do Rio, coronel Frederico Caldas, ficou ferido durante novo tiroteio ocorrido no fim da manhã deste domingo, 16, na Favela da Rocinha, em São Conrado, na zona sul. De acordo com o comando das UPPs, Caldas "caiu e bateu a cabeça quando tentava se abrigar". A corporação afirma que o coronel "se feriu por conta da queda, e não por estilhaço ou por disparo de arma de fogo".
Tiroteio na Rocinha
Transformadores de energia foram atacados durante o confronto e trechos da favela continuavam sem luz até o fim da manhã.
Tiroteio na Rocinha
Transformadores de energia foram atacados durante o confronto e trechos da favela continuavam sem luz até o fim da manhã.
Tiroteio na Rocinha
Assustados, moradores eram obrigados a voltar pela contramão. Um carro da PM foi atingido por tiros e sedes da UPP foram atacadas. Acionado, o Batalhão de Operações Especiais (Bope) da PM chegou à Rocinha por volta das 5h.
Confrontos na Rocinha
O Túnel Zuzu Angel, que liga os bairros de São Conrado e Gávea, na zona sul, foi fechado com barricadas de pneus em chamas.
Tiroteio na Rocinha
Houve tiroteio entre criminosos e policias da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da favela. Dois homens ainda não identificados foram baleados.
Tiroteio na Rocinha
Houve tiroteio entre criminosos e policias da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da favela. Dois homens ainda não identificados foram baleados.
Traficantes trocam tiros com a polícia
Moradores da Favela da Rocinha, em São Conrado, zona sul do Rio, vivenciaram mais uma madrugada de medo e tensão neste domingo, 16. De acordo com a Polícia Militar, traficantes rivais entraram em confronto por volta de 3h30.
Há 2 anos a Rocinha era ocupada pela polícia
No dia 7 de novembro o Batalhão de Choque realizou uma operação na Rocinha, já que o local voltou a ser palco de tiroteios. Isso se tornou mais frequente depois que o traficante John Wallace da Silva assumiu o posto de Nem no tráfico, e Luis Carlos Jesus da Silva, o Djalma, tornou-se líder de uma facção "concorrente".
Há 2 anos a Rocinha era ocupada pela polícia
A mesma UPP que tinha como promessa elevar a segurança na região ficou conhecida por ser o posto de policiais que torturaram e mataram o pedreiro Amarildo de Souza, 42. Manifestações se intensificaram principalmente no Rio de Janeiro. Os participantes questionavam a localização de Amarildo e pediam a desmilitarização da PM. O major Édson dos Santos, ex-comandante da UPP, e outros nove policiais militares foram presos no dia 4 de outubro. Outros 15 foram denunciados pelo Ministério Público.
Há 2 anos a Rocinha era ocupada pela polícia
A Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Rocinha seria inaugurada quase um ano depois da tomada da favela pela polícia. As ações da 28ª UPP foram iniciadas com 310 policiais e atendem hoje mais de 80 mil pessoas. A sensação de insegurança ainda persistia devido ao registro de 13 mortes. Duas vítimas eram policiais.
Há 2 anos a Rocinha era ocupada pela polícia
Junto com a ocupação da Rocinha, vieram as promessas. E problemas. A comunidade reclama que a coleta de lixo, que chegou a recolher o dobro de resíduos na região após a pacificação, passa por deficiências e não tem chegado à favela. O prometido plano elevado (espécie de bondinho) planejado para ser implantado quatro meses depois, ainda não saiu do papel. Outro desafio é o serviço de iluminação, que pouco avançou. Obras de R$ 1,6 bi estão previstas no PAC 2, que devem ficar prontas em 2015.
+ fotos sobre Rocinha »