1. Usuário
Assine o Estadão
assine

RJ

Rashid apoia movimento #Eunãotiroomeucap

O rapper paulistano Rashid criou versos freestyle - de improviso - criticando a lei estadual que veta o uso de bonés, capacetes, gorros e outros tipos de cobertura que escondam o rosto em estabelecimentos comerciais como shoppings, lojas e bancos no Rio. O objetivo seria a diminuição de crimes. Músicos, grafiteiros e skatistas se reuniram no Parque Madureira (RJ) para protestar contra a proposta

10 DE Junho DE 2014
07 DE Junho DE 2014
29 DE Maio DE 2014
27 DE Maio DE 2014

rj
Cesar Maia Cesar Maia Cesar Maia Ecologicamente planejada, estrada de bloquete de concreto tem 9 metros de largura com bela paisagem Ecologicamente planejada, estrada de bloquete de concreto tem 9 metros de largura com bela paisagem Ecologicamente planejada, estrada de bloquete de concreto tem 9 metros de largura com bela paisagem Ecologicamente planejada, estrada de bloquete de concreto tem 9 metros de largura com bela paisagem Ecologicamente planejada, estrada de bloquete de concreto tem 9 metros de largura com bela paisagem Ecologicamente planejada, estrada de bloquete de concreto tem 9 metros de largura com bela paisagem Ecologicamente planejada, estrada de bloquete de concreto tem 9 metros de largura com bela paisagem Ecologicamente planejada, estrada de bloquete de concreto tem 9 metros de largura com bela paisagem
Cesar Maia
O ex-prefeito do Rio de Janeiro vai recorrer ao STJ contra a condenação
Cesar Maia
Segundo o Ministério Público, o ex-prefeiro do Rio de Janeiro se enquadra na Lei da Ficha Limpa
Cesar Maia
O ex-prefeito do Rio de Janeiro vai recorrer ao STJ contra a condenação
Ecologicamente planejada, estrada de bloquete de concreto tem 9 metros de largura com bela paisagem
Mas, quando ficar pronta, a passagem será limitada. "Só serão permitidos veículos de passeio, até vans. Não será permitida a passagem de veículos de grande porte, tampouco veículos transportando cargas perigosas", explica o urbanista e arquiteto que dirige a unidade de conservação, área de preservação de 104 mil hectares de florestas.
Ecologicamente planejada, estrada de bloquete de concreto tem 9 metros de largura com bela paisagem
Sossego ameaçado. Por outro, há cunhenses de vida pacata e comerciantes da tranquilidade rural, como donos de hotéis-fazenda e pousadas localizados à beira do asfalto, que ainda se encolhem só de pensar no aumento do tráfego na SP-171, que leva até eles o turismo do sossego a partir da BR-116, a Via Dutra, em Guaratinguetá. "As estimativas do DER do Rio giram em torno de 120 mil veículos por ano na estrada", afirma o chefe do parque, Francisco Livino.
Ecologicamente planejada, estrada de bloquete de concreto tem 9 metros de largura com bela paisagem
"Essa ligação com Paraty é um sonho de muitos anos", diz o empresário João Mendes, ex-prefeito de Cunha, em entrevista no posto de gasolina que administra na entrada da cidade. Entusiasmado com o início da obra, defensor ferrenho do projeto de recuperação do caminho que já foi conhecido como Estrada Real, cujos marcos de pedra podem ser encontrados à beira do trajeto, Mendes considera a travessia um avanço regional.
Ecologicamente planejada, estrada de bloquete de concreto tem 9 metros de largura com bela paisagem
Por um lado, embora sem se dar conta do tamanho da mudança vindoura, o pessoal da bucólica cidade serrana paulista já festeja o acesso que terá à aprazível Paraty e seus cultos ao livro, ao cinema, ao jazz - e ao bem viver. O charme de Paraty, com seu mar e arquitetura colonial, logo estará a meia hora de carro do alto da serra e a cerca de 3 horas de São Paulo - no trajeto pela Dutra até Guaratinguetá, por onde se poderá seguir por Cunha ao litoral.
Ecologicamente planejada, estrada de bloquete de concreto tem 9 metros de largura com bela paisagem
O piso especial foi exigência do Ibama e do Instituto Chico Mendes (ICMBio) para que o ruído dos pneus iniba a travessia dos bichos e evite atropelamentos e a rodovia deve ficar pronta no segundo semestre de 2015. Mas a obra, executada pelo Consórcio Serra da Bocaina e orçada em R$ 84 milhões, já mudou a rotina. Os moradores das duas cidades, Cunha e Paraty, também vivem dias de expectativas, receios e preocupação.
Ecologicamente planejada, estrada de bloquete de concreto tem 9 metros de largura com bela paisagem
Agora, o trecho de 9,36 km no costão da Serra do Mar está se transformando na Estrada Parque, uma pista que mais parece calçadão. Ecologicamente planejada, com liberação de órgãos ambientais, tem 9 metros de largura. Na semana passada, já alcançava cerca de dois quilômetros de piso zerado, a partir da divisa dos Estados de São Paulo e Rio. A pista de rodagem, de 6 metros, ladeada por uma calçada de um metro e mais uma calha lateral de 50 centímetros, é trabalhada no bloquete de concreto.
Ecologicamente planejada, estrada de bloquete de concreto tem 9 metros de largura com bela paisagem
Pedra por pedra. É assim que está sendo pavimentada a estrada que liga a cidade de Cunha, em São Paulo, a Paraty, no litoral do Rio, pela mata do Parque Nacional da Serra da Bocaina (PNSB). De trilha indígena dos séculos 16 e 17, depois precário caminho de mulas e escravos nos ciclos do ouro e do café até o século 19, a estrada embargada em 1986 por questões ambientais, a Cunha-Paraty teve partes destruídas por um temporal em 2009. O trânsito por ela, então, voltou a ser uma aventura.
Ecologicamente planejada, estrada de bloquete de concreto tem 9 metros de largura com bela paisagem
Pedra por pedra. É assim que está sendo pavimentada a estrada que liga a cidade de Cunha, em São Paulo, a Paraty, no litoral do Rio, pela mata do Parque Nacional da Serra da Bocaina (PNSB). De trilha indígena dos séculos 16 e 17, depois precário caminho de mulas e escravos nos ciclos do ouro e do café até o século 19, a estrada embargada em 1986 por questões ambientais, a Cunha-Paraty teve partes destruídas por um temporal em 2009. O trânsito por ela, então, voltou a ser uma aventura.
"Não somos lixo", dizem garis em protesto nesta sexta-feira, 7
Os manifestantes distribuem uma carta aberta à população do Rio que diz que a culpa da greve é do prefeito Eduardo Paes (PMDB), do presidente da Comlurb, Vinícius Roriz, e do Sindicato. "São eles que devem ser cobrados por toda essa situação. Nós só queremos dignidade em nosso trabalho. Essa é nossa única motivação".
+ fotos sobre rj »