1. Usuário
Assine o Estadão
assine

RÉU

Erro burocrático pode anular processo contra um dos reús

Carlos Alberto Quaglia não teve ampla defesa durante todo o processo. No entanto, é pouco provável que a nulidade se estenda para outros réus

12 DE Março DE 2014
04 DE Fevereiro DE 2014
23 DE Novembro DE 2012
17 DE Outubro DE 2012
01 DE Agosto DE 2012

reu
Veja os argumentos de acusação e defesa de Gil Rugai Veja os argumentos de acusação e defesa de Gil Rugai Veja os argumentos de acusação e defesa de Gil Rugai Veja os argumentos de acusação e defesa de Gil Rugai Veja os argumentos de acusação e defesa de Gil Rugai Veja os argumentos de acusação e defesa de Gil Rugai Veja os argumentos de acusação e defesa de Gil Rugai Veja os argumentos de acusação e defesa de Gil Rugai Veja os argumentos de acusação e defesa de Gil Rugai Veja os argumentos de acusação e defesa de Gil Rugai
Veja os argumentos de acusação e defesa de Gil Rugai
Provas periciais: já a defesa diz que o "pé na porta" não é de Gil Rugai - ele calçaria um número diferente e não conseguiria chutar a 80 cm de altura. Na imagem, reconstituição 3D do caso
Veja os argumentos de acusação e defesa de Gil Rugai
Provas periciais: os peritos conseguiram confrontar marcas de sola de sapato com as da porta. O resultado, para a acusação, mostra que se trata do pé de Gil Rugai
Veja os argumentos de acusação e defesa de Gil Rugai
Arma do crime: a defesa reconhece que a arma foi achada no prédio, mas diz que foi "plantada" lá
Veja os argumentos de acusação e defesa de Gil Rugai
Arma do crime: a acusação diz que o estudante usou uma 380, que descartou no esgoto do prédio onde trabalhava
Veja os argumentos de acusação e defesa de Gil Rugai
Motivo no crime: a defesa argumenta que o desfalque nunca teria ocorrido, segundo contadores da empresa
Veja os argumentos de acusação e defesa de Gil Rugai
Motivo do crime: para a acusação, Gil Rugai desviou R$ 150 mil da produtora do pai e foi descoberto por ele
Veja os argumentos de acusação e defesa de Gil Rugai
Horário do crime: a defesa afirma que os disparos ocorreram entre 9h54 e 22h13, quando Rugai estava no escritório. Na imagem, a casa onde o crime aconteceu
Veja os argumentos de acusação e defesa de Gil Rugai
Horário do crime: a acusação sustenta que os tiros ocorreram entre 21h15 e 21h30, período no qual Gil Rugai não comprova onde estava
Veja os argumentos de acusação e defesa de Gil Rugai
A defesa promete apresentar aos jurados um novo conjunto de provas que tira o suspeito de 29 anos da cena do crime. Conheça os argumentos de cada lado
Veja os argumentos de acusação e defesa de Gil Rugai
Nove anos após ser acusado de matar o pai e a madrasta, Gil Rugai vai a júri em SP nesta segunda-feira. O júri só será adiado caso uma das cinco testemunhas de acusação não compareça
+ fotos sobre réu »