1. Usuário
Assine o Estadão
assine

MULTAS

Pena de Jefferson é reduzida por ele ter colaborado com as investigações

O ex-deputado do PTB Roberto Jefferson, delator do mensalão, foi condenado a 7 anos e 14 dias de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. As multas aplicadas ultrapassam R$ 700

09 DE Abril DE 2014
14 DE Fevereiro DE 2014
06 DE Fevereiro DE 2014
31 DE Janeiro DE 2014

multas
SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos
SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos
Na foto, Cristiano Cruz da Rocha, que mora na Vila Operária Maria Zélia, no Belém. Ele foi multado porque reformou a casa e fez alterações como cor da fachada.
SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos
Dos 2.756 bens tombados na capital paulista, 70% estão no centro. Só no Vale do Anhangabaú são 293 imóveis protegidos, a maioria prédios de arquitetura eclética francesa do início do século 20. Na foto, terreno onde havia um casarão na Rua Santo Antonio, 598/604 na Bela Vista.
SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos
Na Mooca, onde ficava a maior parte das indústrias erguidas ao longo da linha férrea da antiga São Paulo Railway Company, os fiscais constataram que a Igreja Renascer demoliu parcialmente um armazém de 1911, tombado, para fazer o Renascer Hall, um templo envidraçado para 5 mil fiéis. A igreja não quis comentar a multa.
SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos
Quem usa o estacionamento da Rua Avaré são os estudantes da Faap, que nega ter feito qualquer reforma ou ampliação irregular. O dono dos lotes agrupados ilegalmente não foi localizado pela reportagem.Na foto casas na rua Avaré que foram anexadas ao campus da faculdade.
SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos
Na Rua Avaré, no Pacaembu, bem ao lado da Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), quatro lotes foram agrupados para virar um pátio asfaltado com vaga para 250 veículos - o proprietário foi multado em mais de R$ 388 mil.Na foto, casas na rua Avaré que foram anexadas ao Campus da FAAP.
SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos
O Conpresp também fez um convênio com os cartórios da cidade para fazer a notificação dos proprietários multados. "Em alguns casos, o proprietário multado poderá, se quiser, assinar agora um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Conpresp. Ele terá de se comprometer a fazer os reparos necessários para corrigir o que foi feito de errado", afirmou Nadia Somekh, presidente do DPH. Na foto, casas na rua Itatiara que foram anexadas ao Campus da FAAP no bairro do Pacaembu.
SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos
A partir de junho de 2013, porém, os fiscais do governo começaram a fazer novas vistorias nos locais autuados desde 1999. Esses relatórios estão embasando as votações das multas no conselho.Na foto,Batalhão da ROTA na Av. Tiradentes. As reformas de 2011 e 2013 descaracterizaram a fachada e o pátio interno.
SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos
Antes do decreto, os fiscais do Conpresp não decidiam sobre as multas. A análise de recursos apresentados pelos infratores acabava congelando o processo no Departamento do Patrimônio Histórico (DPH) por mais de uma década.Na foto, terreno nas Rua Monte Alegre esquina com Turiassú onde haviam quatro sobrados dos anos 40.
SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos
Agora, os nove representantes do Conselho do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental (Conpresp)precisam colocar em votação, nas sessões de terças-feiras, os mais de 2 mil processos (multas, pedidos de reforma, solicitação de regularização, etc.) que esperavam deliberação final.Na foto, terreno nas Rua Monte Alegre esquina com Turiassú onde haviam quatro sobrados dos anos 40.
SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos
As cobranças das multas fazem parte de um novo sistema de fiscalização do patrimônio histórico, criado no dia 31 de janeiro por meio de um decreto do prefeito Fernando Haddad (PT). Na foto, terreno nas Rua Monte Alegre esquina com Turiassú onde haviam quatro sobrados dos anos 40.
SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos
As cobranças das multas fazem parte de um novo sistema de fiscalização do patrimônio histórico, criado no dia 31 de janeiro por meio de um decreto do prefeito Fernando Haddad (PT). Na foto, terreno nas Rua Monte Alegre esquina com Turiassú onde haviam quatro sobrados dos anos 40.
SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de patrimônios históricos
A administração municipal decidiu penalizar 35 proprietários ou instituições privadas em mais de R$ 4 milhões desde fevereiro.Na foto Edifício Daniel Martins Ferreira que fica no Lgo. do Paissandu, 35, 39, 55 e 61.
+ fotos sobre MULTAS »