1. Usuário
Assine o Estadão
assine

MOTO

Conheça a nova Yamaha XTZ Crosser 150

Trail chega em abril a partir de R$ 9.050 com motor flexível

12 DE Dezembro DE 2013
25 DE Novembro DE 2013
17 DE Outubro DE 2013
11 DE Outubro DE 2013
26 DE Maio DE 2013

moto
Semana Nacional de Trânsito não abordará a questão dos motociclistas Mais de um terço das mortes foi causada pelos próprios motociclistas Monociclo elétrico tem velocidade máxima de 16 quilômetros por hora e chega ao mercado em 2015 Monociclo elétrico tem velocidade máxima de 16 quilômetros por hora e chega ao mercado em 2015 Monociclo elétrico tem velocidade máxima de 16 quilômetros por hora e chega ao mercado em 2015 Monociclo elétrico tem velocidade máxima de 16 quilômetros por hora e chega ao mercado em 2015 Monociclo elétrico tem velocidade máxima de 16 quilômetros por hora e chega ao mercado em 2015 Mímicos ajudam na travessia de pedestre em SP Mímicos ajudam na travessia de pedestre em SP Mímicos ajudam na travessia de pedestre em SP Mímicos ajudam na travessia de pedestre em SP Mímicos ajudam na travessia de pedestre em SP
Semana Nacional de Trânsito não abordará a questão dos motociclistas
Semana Nacional de Trânsito não abordará a questão dos motociclistas
Mais de um terço das mortes foi causada pelos próprios motociclistas
Mais de um terço das mortes foi causada pelos próprios motociclistas
Monociclo elétrico tem velocidade máxima de 16 quilômetros por hora e chega ao mercado em 2015
O veículo tem dois motores elétricos para propulsão e equilíbrio, e um par de baterias que podem ser carregadas na tomada. O cérebro da máquina é o seu sistema de balanceamento, que emprega um "acelerômetro" e um trio de giroscópios de silício minúsculos para monitorar movimento para a frente e para trás, e manipular o sistema de acionamento do motor para manter o ciclo sob o cavaleiro durante a aceleração, cruzeiro, desaceleração e manobras.
Monociclo elétrico tem velocidade máxima de 16 quilômetros por hora e chega ao mercado em 2015
O fundador da empresa, Chris Hoffmann, afirma que o Ryno é mais versátil que uma motocicleta comum, podendo passar por um hall de entrada e até entrar em elevadores, por ser elétrico e silencioso. A Ryno tem seus controles eletrônicos e mecânicos no centro de sua única roda de 260 milímetros, que gira em rolamentos e não em torno de um eixo tradicional. A velocidade máxima é de apenas 16 quilômetros por hora. O veículo tem um farol de LED e tomada para telefone celular.
Monociclo elétrico tem velocidade máxima de 16 quilômetros por hora e chega ao mercado em 2015
O Ryno é um intrigante avanço em relação a outro veículo lançado como uma revolução no transporte pessoal, o Segway, que ficou famoso quando o então presidente George W. Bush tentou dirigir um deles e quase caiu. Em 2010, o dono da Segway morreu em um acidente com o veículo. Como o Segway, o Ryno tem um mecanismo de equilibro que compensa o centro de gravidade com movimentos automáticos da roda, impedindo que o motociclista caia.
Monociclo elétrico tem velocidade máxima de 16 quilômetros por hora e chega ao mercado em 2015
O preço previsto nos Estados Unidos é de US$ 5.300, o equivalente a R$ 11,8 mil. O bagageiro custa mais US$ 170, ou R$ 380,00. A moto de uma roda chamada Ryno lembra o veículo do personagem de quadrinhos Thor, criado por Johnny Hart, um homem das cavernas que usava um veículo de apenas uma roda de pedra e um eixo. Quando o piloto se inclina para a frente, a moto acelera. Quando ele inclina-se para tráz, ela desacelera até parar.
Monociclo elétrico tem velocidade máxima de 16 quilômetros por hora e chega ao mercado em 2015
Uma moto de uma roda apenas equipada com sistema eletrônico que ajuda o piloto a manter-se em equilíbrio foi lançada nos Estados Unidos. A empresa Ryno Motors já está recebendo encomendas para fornecer o monociclo elétrico, que chega ao mercado no ano que vem.
Mímicos ajudam na travessia de pedestre em SP
Os mímicos também batem palmas para motoristas que esperam os pedestres atravessarem
Mímicos ajudam na travessia de pedestre em SP
Sem pronunciar uma só palavra, eles direcionam pedestres para a faixa, ensinam a fazer o sinal com a mão em esquinas sem semáforo e orientam motoqueiros a usar o capacete
Mímicos ajudam na travessia de pedestre em SP
"De forma lúdica, com gestos e sorrisos, conquistamos as pessoas e conseguimos passar as orientações", afirma
Mímicos ajudam na travessia de pedestre em SP
Para Alberto Almeida, diretor executivo do Instituto Novo Trânsito, o teatro é a melhor ferramenta para tratar um assunto sério como os índices de atropelamento na cidade
Mímicos ajudam na travessia de pedestre em SP
Ainda neste mês, eles passarão também pelas imediações do Metrô Ana Rosa, na zona sul, e pela Avenida Paulista, na altura da Brigadeiro Luís Antônio, na região central
+ fotos sobre moto »