1. Usuário
Assine o Estadão
assine

MARÇO

25 DE Abril DE 2014
17 DE Abril DE 2014
09 DE Abril DE 2014
07 DE Abril DE 2014
28 DE Março DE 2014

marco
CBF anunciará técnico na terça CBF promete iniciar nesta quinta-feira Marco Polo Del Nero Del Nero exalta trabalho feito por Felipão Marin está no comando da CBF desde 2012 Marco Maia Para Del Nero, greve de funcionários do metrô é um Alemanha confirma corte de Reus da Copa do Mundo por lesão Klose chegou a 69 gols pela Alemanha, ultrapassando Gerd Müller Texto é aprovado por unanimidade no Senado e segue para sanção presidencial Texto é aprovado por unanimidade no Senado e segue para sanção presidencial Texto é aprovado por unanimidade no Senado e segue para sanção presidencial
CBF anunciará técnico na terça
Renovação da equipe depois da Copa começou com anúncio de Gilmar Rinaldo para cargo de coordenador
CBF promete iniciar nesta quinta-feira "reforma" no futebol
José Maria Marin e Marco Polo del Nero querem alguém que exerça o cargo de "CEO" da CBF
Marco Polo Del Nero
Segundo presidente, Estado deve apoiar práticas esportivas nas escolas públicas
Del Nero exalta trabalho feito por Felipão
Del Nero exalta trabalho feito por Felipão
Marin está no comando da CBF desde 2012
Marin está no comando da CBF desde 2012
Marco Maia
Marco Maia (PT-RS), negou haver uma tentativa deliberada do governo de esvaziar os trabalhos da comissão
Para Del Nero, greve de funcionários do metrô é um "probleminha pequeno"
Del Nero diz que organizadores possui plano B
Alemanha confirma corte de Reus da Copa do Mundo por lesão
Reus lesionou o tornozelo em amistoso contra a Armênia
Klose chegou a 69 gols pela Alemanha, ultrapassando Gerd Müller
Klose chegou a 69 gols pela Alemanha, ultrapassando Gerd Müller
Texto é aprovado por unanimidade no Senado e segue para sanção presidencial
A oposição argumentou que era preciso aprimorar o projeto e que aprová-lo de maneira açodada serviria apenas para que o Palácio do Planalto tivesse algo a apresentar no evento internacional de amanhã, em São Paulo. "Temos de votar hoje para a presidente Dilma apresentar um troféu?", questionou o líder do DEM, Agripino Maia (RN). Sob pressão do Planalto, os aliados sustentaram que o projeto é uma demanda da sociedade e que a Câmara já produziu um projeto equilibrado.
Texto é aprovado por unanimidade no Senado e segue para sanção presidencial
A votação foi marcada até por bate-boca em plenário entre o petista Lindbergh Farias (RJ) e o presidenciável Aécio Neves (PSDB-MG). No calor da discussão sobre a inversão de pauta, o senador Mário Couto (PSDB-PA) saiu em defesa do colega tucano e teve de ser apartado pelo senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP). Não houve alteração no texto aprovado em 25 de março pelos deputados.
Texto é aprovado por unanimidade no Senado e segue para sanção presidencial
À toque de caixa, o plenário do Senado aprovou hoje o Marco Civil da Internet e o projeto segue agora para sanção presidencial. Mesmo com o esforço da oposição para ganhar tempo e discutir ajustes no projeto aprovado na Câmara dos Deputados há menos de um mês, a base aliada se impôs à minoria. Com a aprovação, a presidente Dilma Rousseff tem a chance de apresentar o marco regulatório no Net Mundial, evento internacional que trata da governança da internet.
+ fotos sobre março »