1. Usuário
Assine o Estadão
assine

A Líbia sem Muamar Kadafi

Após 42 anos de ditadura, líder líbio foi capturado e morto no final de outubro de 2011 em Sirte, sua cidade natal

Rebeldes comemoram captura de ex-líder da Líbia Muamar KadafiSuhaib Salem/Reuters

Primavera Árabe

A Líbia inaugurou uma nova era depois da morte do ex-ditador Muamar Kadafi, que assumiu o poder com um golpe militar em 1969. Coronel, então com 27 anos, ele depôs a monarquia e implantou a ditadura no país. Kadafi nacionalizou boa parte das atividades econômicas do país, entre elas a extração de petróleo. Após anos de repressões e relações internacionais tensas, e na onda da Primavera Árabe, têm início violentos protestos contra o regime militar.

Veja também:
documento ARQUIVO: 'Os líbios deveriam chorar', dizia Kadafi
blog RADAR GLOBAL: Os mil e um nomes de Muamar Kadafi
especialMAPA: A revolta que abalou o Oriente Médio
tabela ESPECIAL: Um ano de Primavera Árabe
mais imagens OLHAR SOBRE O MUNDO: Imagens da revolução

Embalados pelos protestos que se espalham pelos países árabes ao longo dos primeiros meses de 2011, manifestatantes tomaram as ruas da Líbia, em ação contrária à prisão de Fathi Terbil, advogado e ativista dos direitos humanos responsável por ações jurídicas de um grupo de famílias de prisioneiros mortos no Massacre de Abu Salim, em 1996. Desde fevereiro, protestos se espalharam no país, exigindo a saída de Kadafi do poder.

Em razão dos conflitos, e apesar da sangrenta reação das forças pró-Kadafi, o ditador acabou perdendo o controle de boa parte do país - culminando na tomada da capital, Trípoli, em agosto. Os opositores passaram então a uma caça ao ex-líder. Em outubro, o Conselho Nacional de Transição (CNT) anunciou a captura - e depois a morte - de Kadafi. Poucos momentos depois, uma multidão ocupou as ruas de Trípoli para comemorar o que simbolizaria o fim do governo mais longo tanto na África quanto no mundo árabe.

Nova era
Sem Muamar Kadafi, nasce a 'Líbia livre'
Sem Muamar Kadafi, nasce a 'Líbia livre'

Depois de oito meses de guerra civil, rebeldes colocam fim aos 42 anos de regime

Especial
Festa líbia pela morte de Kadafi
Festa líbia pela morte de Kadafi

OUÇA: Enviado do 'Estado' a Trípoli narra a comoção e a euforia nas ruas líbias

Análises
Estadão.com.br
Repercussão
Morte
CNT afirma que Kadafi morreu dos ferimentos na captura
CNT afirma que Kadafi morreu dos ferimentos na captura

Governo disse que ditador foi ferido nas pernas e na cabeça

Linha do tempo
Quatro décadas de ditadura na Líbia
Quatro décadas de ditadura na Líbia

Governo de Kadafi foi ameaçado por protestos e guerra civil motivados pela primavera árabe

TV Estadão
O fim da era Kadafi | Mais vídeos

Lourival Sant'Anna comenta a morte de Kadafi e sua importância para o povo líbio

'Morre um dos governos mais polêmicos do mundo árabe' | Mais vídeos

Roberto Lameirinhas, editor de Internacional do 'Estado': fim à fase líbia da primavera árabe

Al-Jazira divulga vídeo de Kadafi morto | Mais vídeos

A rede de TV do Catar exibiu as primeiras imagens do que seria Muamar Kadafi morto

Andrei Netto: 'A Líbia enfim está livre de Muamar Kadafi' | Mais vídeos

Enviado especial a Trípoli relata que o CNT confirmou a morte do ditador

Fim da guerra civil abre ciclo eleitoral na Líbia | Mais vídeos

TOLEDO: Eleições devem ocorrer dentro de 6 meses, dando início à democracia no país

Líbia
Chefe de Estado (desde)

Mustafa Abdul-Jalil (2011)

Capital (pop.)

Trípoli (997 mil)

Etnias (1996)

árabes líbios 97%, berberes, turcos e outros 3%

Religião

islamismo 96,6%, outras 3,4%

Governo

ditadura militar entre 1969 e 2011, regime de transição

Idiomas oficiais

árabe

Constituição

1977

População (ranking)

6.597.960 (102)

Área (ranking)

1.759.540 km² (17)

PIB (ranking)

US$ 90,6 bi (74)

Desemprego (2010)

30% (176, *2004)

Democracia

158º

Liberdade imprensa

168º

Índice de instabilidade

71,0

Fonte:Almanaque Abril 2011, Cia World Factbook, Economist, Transparency International
Perfil
Kadafi: fama de excêntrico e de orientação nacionalista
Kadafi: fama de excêntrico e de orientação nacionalista

Em 2003, líder líbio admitiu responsabilidade por atentado contra voo da PanAm em 1988

Estadão ESPN
De Trípoli, Líbia

Andrei Netto confirma morte de Muamar Kadafi

Em São Paulo

Lourival Sant'Anna: primeiras informações sobre a captura de Kadafi

Em março
Nos porões do ditador
Nos porões do ditador

Repórter do 'Estado' passou oito dias sob o poder arbitrário de Kadafi

Mais notícias sobre Líbia

Notícias e reportagens