1. Usuário
Assine o Estadão
assine

GENOINO

Advogados do "núcleo político" fazem defesa dirigida ao público

Professor da Direito GV, Rubens Glezer, comenta o dia de julgamento dos embargos infringentes do mensalão, em que defensores de Dirceu, Genoíno e outros três acusados realizaram suas sustentações orais

12 DE Maio DE 2014
05 DE Maio DE 2014
02 DE Maio DE 2014
01 DE Maio DE 2014

genoino
José Genoino Relembre a trajetória de José Genoino Relembre a trajetória de José Genoino Relembre a trajetória de José Genoino Relembre a trajetória de José Genoino Relembre a trajetória de José Genoino Relembre a trajetória de José Genoino Relembre a trajetória de José Genoino Julgamento dos recursos: primeiro dia Julgamento dos recursos: primeiro dia Julgamento dos recursos: primeiro dia Evangélicos protestam contra presença de Genoino e Cunha na CCJ
José Genoino
Defesa de Genoino espera que agravo seja apreciado em plenáriona sessão desta quinta
Relembre a trajetória de José Genoino
Preso em 15 de novembro por determinação do presidente do STF, Joaquim Barbosa, e licenciado da Câmara por motivos de saúde, Genoino renunciou ao cargo de deputado em 3 de dezembro para escapar de um processo de cassação na Câmara. A decisão foi tomada depois de uma consulta ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ao presidente da legenda, Rui Falcão, e anunciada no meio da reunião da Mesa Diretora quando já havia votos para abrir o procedimento disciplinar.
Relembre a trajetória de José Genoino
Em 2013, com a renúncia de Carlinhos Almeida, que tomou posse como prefeito de São José dos Campos, Genoino assume o cargo de deputado federal.
Relembre a trajetória de José Genoino
Em 2010, Genoino não se reelege como deputado federal, mas fica na primeira suplência da coligação do PT. Em 2011, é convidado pelo então ministro da Defesa Nelson Jobim para ser assessor especial da pasta. Em 2012, é condenado pelo STF no caso do mensalão a uma pena de 6 anos e 11 meses por formação de quadrilha e corrupção ativa e deixa o posto no ministério. Ele recorre no caso da quadrilha.
Relembre a trajetória de José Genoino
Em 2005, Genoino assina empréstimos com os bancos Rural e BMG e tem seu nome envolvido no mensalão. Em meio ao escândalo, deixa a presidência do partido. No ano seguinte, é novamente eleito deputado federal.
Relembre a trajetória de José Genoino
Em 1992, Genoino lidera o PT no processo de impeachment do então presidente Fernando Collor de Mello. Em 1998, é eleito deputado federal para o quinto mandato consecutivo com a então maior votação em São Paulo. Em 2002, disputa as eleições como candidato ao governo do Estado e é derrotado no segundo turno por Geraldo Alckmin (PSDB). Em seguida, é escolhido como presidente nacional do PT após a renúncia de José Dirceu, que foi chamado para comandar o ministério da Casa civil no governo de Lula.
Relembre a trajetória de José Genoino
Em 1977, Genoino começa a dar aulas de história no cursinho pré-vestibular do Colégio Equipe, em São Paulo. Em 1980, participa da fundação do PT. Dois anos depois é eleito deputado federal pela primeira vez. Em 1987, como deputado federal constituinte, tem expressiva participação na elaboração da nova carta promulgada em 1988.
Relembre a trajetória de José Genoino
Em 1968, como líder estudantil e integrante do PC do B, José Genoino passa a viver na clandestinidade em São Paulo. Em 1970, vai para Goiás para ingressar na Guerrilha do Araguaia, movimento de luta armada contra o regime militar. Dois anos depois é preso pelo Exército e fica detido por cinco anos.
Julgamento dos recursos: primeiro dia
Em sua estreia no julgamento do mensalão, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso afirmou que a corrupção não pode ser politizada, descolando, desta forma, o esquema ocorrido em 2005 do PT. "Não existe corrupção do PT, do PSDB ou do PMDB. Existe corrupção. Não há corrupção melhor ou pior, dos ‘nossos’ ou dos ‘deles’. Não há corrupção do bem. A corrupção é um mal em si e não deve ser politizada", disse
Julgamento dos recursos: primeiro dia
O réu Carlos Alberto Quaglia foi absolvido por formação de quadrilha. O STF determinou em 2012 apenas o repasse das acusações à primeira instância, devido a vícios formais. Na quarta-feira, 14/8, questionados de que houve a absolvição de outros supostos integrantes da quadrilha, os membros da Corte optaram por emitir habeas corpus retirando a acusação contra o réu. Quaglia responderá só por lavagem de dinheiro
Julgamento dos recursos: primeiro dia
O Supremo Tribunal Federal rejeitou totalmente no dia 14 de agosto os recursos de quatro réus, mantendo as condenações e penas proferidas em 2012. Entre eles está o deputado federal Valdemar Costa Neto (PR-SP). Também foram derrubadas cinco preliminares apresentadas pela defesa de 16 dos 25 condenados, como o ex-ministro José Dirceu
Evangélicos protestam contra presença de Genoino e Cunha na CCJ
O deputado Genoino não comentou sobre a manifestação promovida por evangélicos na CCJ
+ fotos sobre GENOINO »