1. Usuário
Assine o Estadão
assine

FAVELA

Incêndio destrói favela e hidrante não funciona
12 DE Dezembro DE 2014
10 DE Outubro DE 2014
09 DE Outubro DE 2014
01 DE Outubro DE 2014
11 DE Setembro DE 2014

favela
Paulistas de áreas menos desenvolvidas vivem até 13 anos menos Incêndio atinge favela na zona leste e deixa uma pessoa morta José Mariano Beltrame Incêndio atinge favela em Sapopemba, na zona leste de São Paulo Incêndio atinge favela na zona leste de São Paulo Construção moradias na Favela do Piolho começa em 90 dias, diz Prefeitura Incêndio em favela da Zona Oeste Terreno de favela incendiada será desapropriado pela Prefeitura de SP Bombeiros acreditam que incêndio em favela de SP foi criminoso Polícia vai investigar incêndio em favelas da zona sul, diz Alckmin A woman rests at a terrace of the Maria Clara dos Santos' house and hostel at the Rocinha slum in Rio de Janeiro
Paulistas de áreas menos desenvolvidas vivem até 13 anos menos
Região da Ponte Estaiada, na zona sul da capital paulista, tem IDH de 0,965, enquanto áreas das regiões sul e leste têm índice de 0,632
Incêndio atinge favela na zona leste e deixa uma pessoa morta
Segundo a Defesa Civil, 39 famílias foram atingidas pelo incêndio
José Mariano Beltrame
José Mariano Beltrame
Incêndio atinge favela em Sapopemba, na zona leste de São Paulo
205 famílias ou cerca de 2 mil pessoas ficaram desabrigadas após o incêndio
Incêndio atinge favela na zona leste de São Paulo
O morador da região de Sapopemba Gustavo Marques enviou ao "Estado" foto do incêndio que atinge favela na manhã desta quarta-feira, 1º
Construção moradias na Favela do Piolho começa em 90 dias, diz Prefeitura
Prefeito Fernando Haddad (PT) visitou nesta sexta-feira, 12, a área da favela incendiada e conversou com moradores
Incêndio em favela da Zona Oeste
O Corpo de Bombeiros ainda não tem informações sobre feridos
Terreno de favela incendiada será desapropriado pela Prefeitura de SP
Proposta de construção de habitações no local da favela deve ser apresentada nesta quarta-feira, 10, aos moradores
"Estou anestesiado", diz pedreiro que perdeu a casa em incêndio
"Aí começou a gritaria, o corre-corre. Se eu tenho para onde ir? Sei não. Estou anestesiado ainda, sabe?", diz João Santos de Jesus
Bombeiros acreditam que incêndio em favela de SP foi criminoso
Incêndio se espalhou rapidamente na favela do Piolho
Polícia vai investigar incêndio em favelas da zona sul, diz Alckmin
Desde as 6h, moradores voltaram ao local para tentar retirar os destroços carbonizados, limpar a área e começar a demarcar novamente os terrenos
A woman rests at a terrace of the Maria Clara dos Santos' house and hostel at the Rocinha slum in Rio de Janeiro
A woman rests at a terrace of the Maria Clara dos Santos' house and hostel at the Rocinha slum in Rio de Janeiro April 11, 2014. In Rio, local and foreign entrepreneurs are profiting from the authorities' mismanagement to build new hotels to cope with 2014 World Cup tourists. Ranging from the iconic Rocinha slum to other small and lesser known communities as Pereira da Silva, many residents or foreigners are transforming regular homes into hostels, bed and breakfast or simply single rooms with normal views and clean sheets for the intrepid tourists eager to find a cultural experience or not being able to afford the under demand hotel beds. Prices range between US$90 to US$500 per night approximately during the World Cup. The graffiti reads "Welcome". Picture taken April 11, 2014. REUTERS/Pilar Olivares (BRAZIL - Tags: SPORT SOCCER WORLD CUP POLITICS SOCIETY REAL ESTATE BUSINESS)
+ fotos sobre FAVELA »