1. Usuário
Assine o Estadão
assine

CURITIBA

Curitiba na Copa

Atrações da verde e saborosa capital paranaense

17 DE Setembro DE 2014
16 DE Setembro DE 2014
30 DE Agosto DE 2014
09 DE Julho DE 2014

curitiba
Chuvas deixam mais de 1,6 mil desalojados em Curitiba Chuvas deixam mais de 1,6 mil desalojados em Curitiba Jogadores ressaltam a tranquilidade no CT do Caju Obras no entorno ainda não foram concluídas Faltando menos de dois meses para a Copa do Mundo, Valcke visita cidades-sede Uma chef inventiva, irmãs chocolateiras e cervejeiro doido fazem cena da capital paranaense Uma chef inventiva, irmãs chocolateiras e cervejeiro doido fazem cena da capital paranaense Uma chef inventiva, irmãs chocolateiras e cervejeiro doido fazem cena da capital paranaense Uma chef inventiva, irmãs chocolateiras e cervejeiro doido fazem cena da capital paranaense Uma chef inventiva, irmãs chocolateiras e cervejeiro doido fazem cena da capital paranaense Uma chef inventiva, irmãs chocolateiras e cervejeiro doido fazem cena da capital paranaense Uma chef inventiva, irmãs chocolateiras e cervejeiro doido fazem cena da capital paranaense
Chuvas deixam mais de 1,6 mil desalojados em Curitiba
Rescaldo da chuva em Campo Largo. Cidade na região metropolitana de Curitiba teve mais de 3 mil casas atingidas por chuva de granizo com pedras gigantes na sexta-feira (17/10). Na foto, Escola ERCE Campo Largo, que atende crianças excepcionais e foi destruí­da pela chuva.
Chuvas deixam mais de 1,6 mil desalojados em Curitiba
Rescaldo da chuva em Campo Largo. Cidade na região metropolitana de Curitiba teve mais de 3 mil casas atingidas por chuva de granizo com pedras gigantes na sexta-feira (17/10). Na foto, Escola ERCE Campo Largo, que atende crianças excepcionais e foi destruí­da pela chuva.
Jogadores ressaltam a tranquilidade no CT do Caju
Jogadores ressaltam a tranquilidade no CT do Caju
Obras no entorno ainda não foram concluídas
Obras no entorno ainda não foram concluídas
Faltando menos de dois meses para a Copa do Mundo, Valcke visita cidades-sede
Os membros do comitê esperavam, depois de tanto ter esticado prazos para a conclusão das arenas, encontrar agora, a menos de dois meses para a bola rolar, os trabalhos mais adiantados, mas ainda encontra pela frente muito a ser feito
Uma chef inventiva, irmãs chocolateiras e cervejeiro doido fazem cena da capital paranaense
TORMENTA. Rótulo: Hoppy Day. Preço: R$ 26,50 (600 ml). American pale ale com jeitão de IPA. No nariz, cítricos e herbais do lúpulo. Na boca, amargo impactante. Combina com chilli e tortilla.
Uma chef inventiva, irmãs chocolateiras e cervejeiro doido fazem cena da capital paranaense
GAUDENBIER. Rótulo: Lager Naturtrüb. Preço: R$ 17 (600 ml). Para tomar sem pompa. Zero frescura, muito frescor. Está tudo ali nessa lager não filtrada: doce do malte, amargo do lúpulo e a qualidade das cervejas artesanais. Combina com descompromisso.
Uma chef inventiva, irmãs chocolateiras e cervejeiro doido fazem cena da capital paranaense
KLEIN. Rótulo: Brown Ale. Preço: R$ 12 (600 ml). Foco no malte. Inglesamente classuda. No nariz, caramelo. Na boca, fácil e doce. É uma New Castle melhorada. Combina com copa.
Uma chef inventiva, irmãs chocolateiras e cervejeiro doido fazem cena da capital paranaense
F#%&ING. Rótulo: American Pale Ale. Preço: R$ 19 (350 ml). Lançada em novembro, tem cor e espuma lindas. É uma cerveja bonita. No nariz, lichia. Na boca, amargor longo. Combina com croquete.
Uma chef inventiva, irmãs chocolateiras e cervejeiro doido fazem cena da capital paranaense
Não é preciso dar corda em Samuel Cavalcanti para que ele desate a falar. O pernambucano de 41 anos vive em Curitiba desde os 18, mas guarda o sotaque e o jeito arretado da terra natal. De cabelos grisalhos meio desgrenhados, Samuel, um químico de formação, tem ares de profeta - e, pelo menos no mundo da cerveja, de fato o é. Com sua Bodebrown (R. Carlos de Laet, 1015, Hauer, Curitiba), cervejaria que fundou em 2009, ele assumiu o papel de líder revolucionário. Veja algumas das cervejas.
Uma chef inventiva, irmãs chocolateiras e cervejeiro doido fazem cena da capital paranaense
Leo Moço, que abriu há um mês o Barista Coffee Bar em Curitiba, venceu em setembro o Campeonato Brasileiro de Baristas, o que o credencia para o Campeonato Mundial, em junho na Itália. É minucioso com a técnica para se tirar o expresso perfeito e vidrado na temperatura exata para a torrefação ótima do grão. Mas não quer que essa ultraespecialização apareça na xícara de quem vai beber. "Nosso meio gourmetizou demais o café”, diz Leo. R. Moyses Marcondes, 357, Juvevê, Curitiba.
Uma chef inventiva, irmãs chocolateiras e cervejeiro doido fazem cena da capital paranaense
No restaurante Manu serve-se apenas menu degustação de quatro, seis ou oito tempos - e apenas à noite. É cozinha de autor. Autora, no caso. Manu Buffara já passou um mês num barco pesqueiro no Alasca, seguiu viagem à Itália, onde fez curso de cozinha e começou a estagiar em restaurantes. A casa fez três anos em janeiro, e a chef já é conhecida no Brasil - recebeu prêmios locais e começa a participar de festivais país afora. Al. Dom Pedro II, 317, Batel, Curitiba.
+ fotos sobre curitiba »