1. Usuário
Assine o Estadão
assine

ARGENTINA

02 DE Setembro DE 2015
01 DE Setembro DE 2015

argentina
Onde degustar - Divulgação
Onde degustar

COMIDA 'CRIOLLA' - Especialidades da cozinha criolla local nos foram servidas no restaurante Francis Mallmann, das Bodegas Caro, empreendimento paralelo de dois grandes nomes do vinho mundial (leia mais na próxima foto). Depois de taças de espumante da casa, vieram à mesa empanadas frescas, assadas na hora e em diferentes sabores. No meu caso, que não consumo carne vermelha, as de queijo com cebola foram mais do que bem-vindas. Os espetinhos de legumes assados completaram o cardápio, que abriu o saboroso período em Mendoza. 

Onde degustar - Mônica Nóbrega/Estadão
Onde degustar

Depois, um substancial almoço em três tempos no sofisticado resort Cavas Wine Lodge. Feitas as contas, o passeio total (transporte, visitas e degustações nas duas vinícolas, almoço no lodge), custa US$ 220 (casal) ou US$ 155 (por pessoa, grupo de oito).

Onde degustar - Marcelo Lima/Estadão
Onde degustar

BODEGAS CARO - Primeira parada de nossa incursão pelo universo particular do vinho, a Bodega Caro é um projeto conjunto de duas prestigiadas vinícolas: Catena Zapata e Château Lafite-Rothschild. Foi lá que, à meia luz e rodeados por tonéis de carvalho, tivemos o prazer de desfrutar de uma degustação que nos apresentou as joias da casa: o Caro, estonteante corte de cabernet sauvignon (70%) e malbec (30%), cheio de nuances e com um toque final na boca digno de um Rothschild.



 

Onde degustar - Marcelo Lima/Estadão
Onde degustar

TRIVENTO - A Trivento é outra potência vinícola local, produzindo 24 milhões de garrafas por ano. Desde que previamente agendadas, degustações podem ocorrer em uma sala decorada com obras de artistas argentinos contemporâneos, ao som de tango, em um bosque, após um passeio de bicicleta pelos parreirais ou ainda, como foi meu caso, surpreendentemente harmonizadas com chocolates. O que facilitou a percepção de todo o discurso dos enólogos (notas frutadas, couro, madeira...). O frutado Trivento Golden Malbec foi meu preferido.
 

Onde degustar - Marcelo Lima/Estadão
Onde degustar

TRAPICHE. Na vinícola Trapiche – uma das maiores da Argentina, produção de 30 milhões de litros por ano –, em Maipú, é possível conhecer centenários equipamentos e se deleitar com a lembrança da via férrea – há trecho dos trilhos de 1883 e um vagão original que levava o vinho até Buenos Aires. Quanto aos vinhos, a linha Broquel, com destaque para a safra 2011, deve impressionar palatos exigentes. O exemplar obtido a partir da varietal bonarda, uva de origem italiana, em alta entre os produtores locais a ponto de ser apontada como a segunda malbec, foi o mais agradável. 

< >
+ fotos sobre Argentina »