Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 

A Arábia Saudita e as revoltas árabes

Aliado dos Estados Unidos, maior exportador de petróleo do mundo mantém-se à margem dos protestos no mundo árabe

Reuters

Primavera Árabe

Enquanto a revolução explode nos países vizinhos, a Arábia Saudita registra poucos episódios de tensão entre manifestantes e governo - em parte pelo rígido controle da mídia, em parte por conta de medidas tomadas pela monarquia do rei Abdullah para evitar que o clima de revolta contagie a minoria xiita da nação, a maior exportadora de petróleo do mundo.

O governo, porém, teve de lidar com pequenas manifestações de insatisfação. A minoria xiita foi às ruas e fez pequenos protestos, sufocados pela própria falta de visibilidade garantida pela censura da monarquia sunita, conhecida por seu conservadorismo. Riad apenas administrou os raros momentos de tensão e manteve-se à margem dos países que viveram grandes distúrbios nos últimos meses.

O papel da Arábia Saudita na Primavera Árabe foi quase de espectador e coadjuvante. O país apenas recebeu o presidente do Iêmen, Ali Abdullah Saleh, que necessitou de tratamento após ficar ferido em um ataque, e enviou forças militares ao Bahrein, outra monarquia sunita que viu um levante xiita ameaçar o governo. Riad também participou da elaboração de acordos apresentados aos líderes da região, tentando encontrar soluções a ditaduras vizinhas enquanto apenas tenta manter seu próprio regime de pé.

Veja também:
especialMAPA: 
A revolta que abalou o Oriente Médio
tabela ESPECIAL: Um ano de Primavera Árabe
mais imagens OLHAR SOBRE O MUNDO: Imagens da revolução

Siga o Estadão

sociedade
Ajuda Militar
Arábia Saudita envia tropas ao Bahrein
Arábia Saudita envia tropas ao Bahrein

Efetivo foi mandado a pedido da monarquia sunita que controla o país de maioria xiita

Arábia Saudita
Chefe de Estado (desde)

Abdallah bin Abd al-Aziz al-Saud (2005)

Capital (pop.)

Riad (4,8 milhões)

Etnias (1996)

árabes sauditas 50%, outros árabes 40%, africanos 7%, asiáticos 3%

Religião

islamismo 93%, cristianismo 4,3%

Governo

monarquia islâmica

Idiomas oficiais

árabe

Constituição

não há

População (ranking)

26.131.703 (46º)

Área (ranking)

2.149.690 km² (13º)

PIB (ranking)

US$ 622 bi (23º)

Desemprego (2010)

10,8 (117º)

Democracia

160º

Liberdade imprensa

178º

Índice de instabilidade

52,5

Fonte:Almanaque Abril 2011, Cia World Factbook, Economist, Transparency International
Reflexos da região
Sucessão
Nayef é nomeado herdeiro da monarquia da Arábia Saudita
Nayef é nomeado herdeiro da monarquia da Arábia Saudita

Ministro do Interior se torna o primeiro na linha sucessória após morte do príncipe Sultan

Tensões chegam ao país
Especial
A revolução que abalou o Oriente Médio
A revolução que abalou o Oriente Médio

Entenda as origens dos protestos e como eles se espalharam para os países vizinhos

Mais notícias sobre arábia saudita

Notícias e reportagens