1. Usuário
Assine o Estadão
assine

AMARILDO

Viúva de Amarildo Souza reaparece e retoma sua luta

Sumida por de dias, viúva de Amarildo de Souza reaparece e retoma sua luta

05 DE Julho DE 2014
12 DE Maio DE 2014
09 DE Abril DE 2014
03 DE Abril DE 2014
02 DE Abril DE 2014

amarildo
Além de Amarildo, PMs torturaram outras 8 pessoas, aponta MP Ainda sumido. Dia 15, um ano após a morte do pedreiro, familiares celebraram missa na Rocinha Polícia faz reconstituição do desaparecimento do pedreiro Amarildo Viúva de Amarildo está desaparecida há 10 dias Polícia faz reconstituição de caso do pedreiro desaparecido na Rocinha Polícia faz reconstituição de caso do pedreiro desaparecido na Rocinha Polícia faz reconstituição de caso do pedreiro desaparecido na Rocinha Polícia faz reconstituição de caso do pedreiro desaparecido na Rocinha Polícia faz reconstituição de caso do pedreiro desaparecido na Rocinha Polícia faz reconstituição de caso do pedreiro desaparecido na Rocinha Ativistas e moradores da Rocinha voltam a cobrar solução para o caso Amarildo
Além de Amarildo, PMs torturaram outras 8 pessoas, aponta MP
Reconstituição do crime foi realizada em setembro do ano passado
Ainda sumido. Dia 15, um ano após a morte do pedreiro, familiares celebraram missa na Rocinha
Ainda sumido. Dia 15, um ano após a morte do pedreiro, familiares celebraram missa na Rocinha
Polícia faz reconstituição do desaparecimento do pedreiro Amarildo
"Segundo a família, ela saiu de casa desorientada, mas deixou o dinheiro da pensão que recebe e o equivalente ao Bolsa Família com os filhos maiores de idade", afirmou o advogado
Viúva de Amarildo está desaparecida há 10 dias
A família ficou sem notícias de Elizabeth Gomes da Silva entre os dias 30 de junho e 10 de julho
"Quem entrar precisa ter muito orgulho", diz Amarildo sobre substituto de Neymar
"Quem entrar precisa ter muito orgulho", diz Amarildo sobre substituto de Neymar
Polícia faz reconstituição de caso do pedreiro desaparecido na Rocinha
A reconstituição estava marcada desde a semana passada para as 15h de hoje, e os PMs - além dos quatro que abordaram Amarildo, outros 15 que estavam de plantão naquele dia também foram convocados - deixaram o local às 15h55, sob a alegação de que a equipe da Polícia Civil responsável pelo trabalho não havia "cumprido o horário". Pouco depois, Barbosa chegou à sede da Unidade de Polícia Pacificadora da Rocinha às 16h10. A reconstituição começou com quatro horas de atraso
Polícia faz reconstituição de caso do pedreiro desaparecido na Rocinha
Cerca de 100 policiais civis estão no local para participar da reconstituição, entre peritos e agentes da Divisão de Homicídios e da Core (Coordenadora de Recursos Especiais). A Polícia Civil informou que dois PMs pediram para participar encapuzados dos trabalhos
Polícia faz reconstituição de caso do pedreiro desaparecido na Rocinha
Segundo Barbosa, a ordem da reconstituição será cronológica, desde o momento em que Amarildo foi abordado pela primeira vez até aquele em que o pedreiro teria deixado a sede da UPP, segundo a polícia. Está prevista a participação de testemunhas, de moradores e parentes de Amarildo. Não será abordado o trajeto percorrido fora da favela pelo carro da PM que levou Amarildo de sua casa até a sede da UPP. Dados do GPS do rádio da viatura registraram o percurso
Polícia faz reconstituição de caso do pedreiro desaparecido na Rocinha
"Não temos hora para terminar. Vão ser feitas várias simulações para esclarecer dúvidas e omissões", disse o delegado. Segundo ele, se as condições de luz inviabilizarem algum trecho da reconstituição, essa parte poderia ser repetida em outra ocasião
Polícia faz reconstituição de caso do pedreiro desaparecido na Rocinha
O delegado titular da Divisão de Homicídios, Rivaldo Barbosa, telefonou de dentro da sede da Unidade de Polícia Pacificadora para o comandante geral da PM, coronel José Luís Castro e contornou a crise entre as Polícias Civil e Militar. Ele ordenou o retorno dos policiais para o início dos trabalhos, que deverão se prolongar pela noite de domingo e madrugada de segunda. O desaparecimento de Amarildo completa 50 dias neste domingo
Polícia faz reconstituição de caso do pedreiro desaparecido na Rocinha
Intimados a participar da reconstituição policial da sequência de eventos que antecedeu o desaparecimento do ajudante de pedreiro Amarildo de Souza na Rocinha em 14 de julho, PMs sob investigação no caso abandonaram o local antes do seu início, com autorização do chefe da Unidade de Polícia Pacificadora, major Edson Santos. Os policiais, que tinham sido convocados na qualidade de testemunhas, só retornaram após as 18h30 deste domingo, 1
Ativistas e moradores da Rocinha voltam a cobrar solução para o caso Amarildo
O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), deputado Marcelo Freixo (PSOL, de camiseta preta), lembrou que cerca de 5.500 pessoas desaparecem por ano no Estado do Rio, segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP). "Qual a política pública para se investigar esses sumiços? E quantos homicídios e autos de resistência estão escondidos por trás desses desaparecimentos?", questionou
+ fotos sobre AMARILDO »