1. Usuário
Assine o Estadão
assine

ACERVO

Incêndio no Instituto Butantã

Confira o que sobrou do galpão que foi quase todo destruído por um incêndio no último sábado. O local abrigava o maior acervo científico de cobras do mundo. Imagens: Herton Escobar

13 DE Abril DE 2014
06 DE Março DE 2014
28 DE Fevereiro DE 2014
25 DE Setembro DE 2013
05 DE Setembro DE 2013

acervo
Em 1983, o Em 1983, o Em 1983, o Em 1983, o Em 1983, o Em 1983, o Em 1983, o Em 1983, o Em 1983, o Em 1983, o Em 1983, o Incêndio destruiu Estação da Luz no dia 6 de novembro de 1946
Em 1983, o "Estado" lançava suas apostas para 2000; veja erros e acertos
ERRADO – Diversos eletrodomésticos auxiliaram, de fato, a vida doméstica. Máquinas lavam e secam, cafeteiras são programadas, aspiradores vasculham a casa em busca de sujeira e muito mais. Mas dois fatores parecem brecar o consumo: o alto preço e a preocupação ambiental. Casa do futuro atualmente é aque consegue obter o máximo de energia com o mínimo de impacto (movida a luz solar, que reutiliza água e dispensa luxos tão desejados há 30 anos). Na foto, proposta de cozinha ecológica da Ekokook.
Em 1983, o "Estado" lançava suas apostas para 2000; veja erros e acertos
CERTO – A descoberta e a manipulação das células-tronco, que podem se dividir e se transformar em qualquer tecido, revolucionou a Medicina. Em 2003, cientistas criaram o primeiro órgão tridimensional produzido em laboratório, um fígado funcional, e o transplantaram em camundongos.
Em 1983, o "Estado" lançava suas apostas para 2000; veja erros e acertos
PREVISÃO 5 - ‘A dona de casa dirigirá toda a vida doméstica de um painel, terá robôs à disposição e poderá até mesmo conversar com o forno para saber se o prato do dia está bem preparado’.
Em 1983, o "Estado" lançava suas apostas para 2000; veja erros e acertos
PREVISÃO 4 - ‘Implantes serão rotina e os cientistas esperam até mesmo fabricar órgãos a partir de células de um doente’.
Em 1983, o "Estado" lançava suas apostas para 2000; veja erros e acertos
CERTO - Uma verdadeira revolução na forma como lemos está acontecendo em função do surgimento dos notebooks e dos tablets, com a convergência de diversas mídias (áudio, vídeo). As possibilidades não se limitam ao enredo: detalhes de imagem e som podem ser desmembrados com um único toque, transformando radicalmente a forma como conhecemos o mundo.
Em 1983, o "Estado" lançava suas apostas para 2000; veja erros e acertos
PREVISÃO 3 - ‘Na literatura surgirá o romance interativo, e o leitor usará o computador para matar o bandido ou o artista’.
Em 1983, o "Estado" lançava suas apostas para 2000; veja erros e acertos
PREVISÃO 2 - ‘O câncer será controlado em 1990 e vencido em 1994’.
Em 1983, o "Estado" lançava suas apostas para 2000; veja erros e acertos
ERRADO – Atualmente as técnicas de diagnóstico são muito mais avançadas, os medicamentos se tornaram mais eficazes (a engenharia genética abriu o caminho para terapias “personalizadas”), os pacientes não apresentam sintomas tão adversos e o número de especialistas aumentou. Entretanto, o câncer é um conjunto de mais de 110 doenças, para muitas das quais ainda não há cura. A batalha, apesar de estar mais favorável ao homem, ainda não terminou.
Em 1983, o "Estado" lançava suas apostas para 2000; veja erros e acertos
ERRADO - Embora diversos protótipos estejam sendo testados para unificar em um único dispositivo diversas funções (bancárias, de identificação e controle), todos os itens citados em 1983 ainda são usados. Talões de cheque estão na lista dos ameaçados de extinção.
Em 1983, o "Estado" lançava suas apostas para 2000; veja erros e acertos
Em reportagem publicada no dia 11 de dezembro de 1983, o jornal O Estado de S.Paulo se arriscava a predizer o ‘novo mundo do homem do ano 2000’. Trinta anos depois, no entanto, muitas das previsões foram por água. Veja a seguir os erros e acertos:
Em 1983, o "Estado" lançava suas apostas para 2000; veja erros e acertos
PREVISÃO 1 - ‘Não haverá mais talão de cheques, carteira de identidade, chaves de casa ou do carro; todos serão substituídos pela carteira com memória’.
Incêndio destruiu Estação da Luz no dia 6 de novembro de 1946
Foram necessárias 7 horas para extinguir o incêndio. Todo o arquivo da São Paulo Railway foi destruído.
+ fotos sobre ACERVO »